Aluno sofre bullying e atira em colegas em Goiânia

Um tiroteio ocorreu no início da tarde desta sexta-feira (20/10) no Colégio Goyases, escola particular de ensino infantil e fundamental, em Goiânia. De acordo com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), duas pessoas morreram e outras cinco ficaram feridas na escola, localizada no Conjunto Riviera, bairro de classe média.

O tiroteio ocorreu por volta do meio-dia. O suspeito pelos disparos é um adolescente, estudante do 8º ano do colégio, que está apreendido. Ele é filho de militares, segundo confirmou o coronel da Polícia Militar Anésio Barbosa da Cruz.

“Informações preliminares dão conta que ele estaria sofrendo bullying, se revoltou contra isso, pegou a arma em casa e efetuou os disparos”, disse.

Tiroteio ocorreu no Colégio Goyases, em Goiânia.

Os baleados foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros. Segundo o órgão, um dos feridos foi socorrido pelo Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer) da Polícia Militar e levado para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). Outros quatro, segundo a corporação, foram levados a unidades de saúde por terceiros.

O Corpo de Bombeiros relatou ainda que uma mulher ligou no 193, se identificando como professora, e disse que uma pessoa invadiu a escola e fez diversos disparos.

Fonte: G1

Comments

comments

Inline
Inline