Polícia consegue autorização para exumação de bebê morto após parto com fórceps em São Roque

A Polícia Civil informou que a Justiça autorizou a exumação do corpo do bebê que morreu horas depois de nascer, na Santa Casa de São Roque (SP), após o uso de fórceps. A informação foi divulgada pela polícia nesta segunda-feira (11/09).

Segundo a investigação, o procedimento foi autorizado na quarta-feira (06/09) e deve ser realizado durante esta semana. Os policiais entrarão em contato com o Instituto de Criminalística, o Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba e com a administração do cemitério de São Roque para o agendamento.

Após a realização, o IML e o Instituto têm até 10 dias para encaminhar um laudo conclusivo, que deve esclarecer as causas da morte da criança, apontada pela família por uma lesão no pescoço durante o parto.

A certidão de óbito da criança foi registrada como causa da morte desconhecida.

O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) e a Santa Casa de São Roque abriram uma sindicância interna para apurar as causas da morte e a conduta do médico, que foi demitido da unidade hospitalar um dia após o parto, segundo o hospital.

Três investigações

O Cremesp informou que o profissional não autoriza a divulgação de contatos e que instaurou a investigação. No entanto, a sindicância leva, em média, de seis meses a dois anos para ser concluída e tramita em sigilo processual. O médico não foi localizado para comentar o caso.

 A Santa Casa não informou as causas da demissão e disse que ainda realiza a apuração. Nesta segunda-feira, a mãe do bebê, Roseli Pereira da Silva, que esteve internada na unidade, foi ao local com um advogado e teve acesso ao prontuário, que foi recolhido para ser anexado ao processo que tramita na Justiça, aberto pela família.

Relembre o Caso Aqui!

Fonte: G1

Comments

comments

Inline
Inline